Rani Pierotti

O bagaço que sai da moenda com muito pouco açúcar e com umidade de 55%, é transportado para as caldeiras, onde é queimado para gerar vapor, que se destina a todas as necessidades que envolvem o processo de fabricação de açúcar, álcool e cachaça. O bagaço é muito importante na unidade industrial, porque é o combustível para todo o processo produtivo. 

As caldeiras a vapor Rani Pierotti são fabricadas para melhor aproveitar o combustível e modelo compacto com subfornalha aquatubular aletado. 

Cada tipo de combustível possui um poder calorifico e um projeto de caldeira diferente. Por exemplo, a caldeira fabricada para lenha não pode ser destinada para o bagaço de cana visto que o bagaço de cana possui 1/3 do poder calorifico da lenha e consequentemente a caldeira resultará em uma produção de vapor menor.

Para a queima de bagaço de cana de açúcar, o projetamos uma caldeira eficiente com o maior aproveitamento da queima. Essa eficiência se dá na fornalha aletada em forma de triangulo que faz a troca de calor com maior eficiência em comparação com modelos convencionais de tijolos. Em nosso projeto a duas passagens de fogo sendo que na fornalha concentra-se maior quantidade de tubos especiais onde a troca de calor é maior e melhor e concentramos menor quantidade de tubos especiais de aquecimento no espelho, onde a troca de calor é menor e onde é necessário escovar devido as fuligens provenientes da queima. Com menor quantidade de tubos no espelho há uma diminuição na mão de obra para limpeza do mesmo, que tem que ser feita semanalmente. 

Concentramos em nosso projeto todo esforço para melhorar ao máximo a queima do bagaço de cana e também contamos com um corpo da caldeira maior para melhorar reservatório de vapor e um reservatório de vapor seco ( dolmo ) superior, isto é : Conseguimos uma queima eficiente devido maior quantidade de tubos na fornalha, troca rápida de calor devido ao formato da fornalha e qualificação dos tubos ( ASTM A-178 ), armazenamento de vapor e vapor seco ( corpo maior e Dalmo ) e menor mao de obra para manutenção periódica. 

Além destes todos diferenciais obedecemos as normas NR13 que regem toda especificação de segurança para vasos de pressão como as caldeiras e fiscalização passo a passo na fabricação por Engenheiro Mecânico especializado em Caldeiras que assina toda documentação e inspeciona toda questão de normas de segurança e qualidade dos materiais como válvulas tripartidas, válvulas de segurança, injetores manuais, painel automático de injeção de agua, controlador de nível de água, motobomba multiestágio, válvulas de retenção, manômetros pressão dentre outros…

As caldeiras Rani Pierotti possuem uma qualidade na soldagem da tubulação com profissionais qualificados para solda alta pressão . A caldeira é dotada de lã de rocha em toda sua estrutura para concentrar o calor e evitar a dissipação do mesmo e revestimento em aço inox espelhado. A pintura alta temperatura preto fosco com tubulação em vermelho evidenciando perigo ao tocar. 

Utilizamos na fabricação das caldeiras os componentes e acessórios das melhores marcas como:

Válvulas tripartidas passagem plena – MGA

Visores de nível – Comodoro

Motobombas multiestágio – Schneider

Valvulas de retenção – Deca

Vávulas de segurança – Comodoro

Componentes eletrônicos – WEG / Digimec

Injetores manuais – Comodoro

Manometros pressão

 

Dispondo de normas de gestão de qualidade em todas as etapas de produção e excelência no suporte técnico, garante máxima qualidade nos equipamentos fabricados e o melhor atendimento aos seus clientes.

Nossas caldeiras contam com projetos diferenciados que viabiliza o baixo consumo de energia, produção de vapor com eficácia e total segurança na operação.

    • Registro do CREA com certificação

    • Prontuário completo da caldeira com especificação de todos os materiais.

    • Tubos de aquecimento especiais norma ASTM A-178

    • Os tubos são todos mandrilhados no espelho conforme norma NR-13 que consiste em máxima segurança pois cada tubo se torna uma válvula de segurança.

Principais características das caldeiras:

– Modelo compacto sem necessidade de alvenaria.

– O combustível da caldeira é bagaço de cana ou lenha.

– Sistema de injeção de água automático por bomba com opção para injeção manual

– Visor de nível, válvulas de segurança, registros especiais

– Porta de abastecimento com trava.

– Grelha molhada aumentando a absorção do calor.

– Chapas aço carbono A-36

– Chaminé para exautão dos gases com sistema de anti-fuligem.

 

A fornalha da caldeira ( lateral da caldeira ) é de parede dupla (chapa dupla contrapinada ) favorecendo assim uma vida útil maior da caldeira por ser de 6mm de espessura.

Assim não é preciso de alvenaria garantindo maior aproveitamento do calor proveniente da queima de combustível.

Além disso o projeto conta com uma grelha tubular molhada ligada a essa parede que favorece numa área de troca de calor maior.

Com isso não é preciso de alvenaria nas laterais pois somente é colocada a manta de lã de vidro e a chapa de inox envoltando a caldeira.

Nossa caldeira trabalha normalmente com 7kgf/cm² e realizamos o teste hidrostático com 15 kgf/cm². Por não conter alvenaria, nossas caldeiras possuem modelo compacto e com menos peso.

Nossas caldeiras têm um excelente rendimento, com gasto de combustível 20% menor do que de outras caldeiras.

 

A caldeira vai testada de fábrica com seguintes itens:

– Manômetro com sifão de 4 polegadas

– Duas válvulas de segurança de alavanca

– Registros para descarrego de partes sólidas, tanto da grelha, tanto da parede dupla e tanto do corpo da caldeira

– Chaminé para exaustão dos gases, parafusada.

– Visor de nível com tubo temperado

– bomba multiestagio

– Injetor comodoro

– Válvulas de retenção

– Registros de abertura de água e vapor.

– Chapa de inox espelhada fazendo o acabamento da caldeira

– Automação da alimentação de agua com painel e eletrodos.

– Pintura automotiva para alta temperatura

– pés para apoio da caldeira no local

– Lã de rocha