Rani Pierotti

Após o preparo, a cana picada é enviada à moenda para ser moída e extrair o caldo. Na moenda, a cana picada é exposta entre rolos sob pressão e expulsando o caldo do interior das células. Após a moagem o bagaço é levado por uma esteira transportadora metálica ou lençol de borracha até outros ternos de moendas subsequentes. 

Quando se fala em extração = n° ternos de moendas interligados. Quanto maior a quantidade de ternos maior a extração. Nas grandes usinas são 5 a 6 ternos de moendas com extração de 94%. A retirada do caldo de cana de açúcar é fácil até os primeiros 50% e a partir deste ponto o esforço nos rolos é triplicado podendo haver quebras em equipamentos inferiores. 

Um terno de moenda para cana inteira: 65 a 70%*

Dois ternos de moendas interligados: 70 a 75% *

Tres ternos de moendas interligados: 76 a 82% *

Quatro ternos de moendas interligados: 84 a 86% *

*Considerando cana de açúcar com fibra a 12,5%

Quando se quer produção = Tamanho dos ternos de moendas

As moendas de cana de açúcar Rani Pierotti são projetadas para ter uma melhor produção considerando a maior extração em um único terno de moenda, pois utilizamos em toda estrutura uma folga mecânica principalmente nos eixos dos rolos para não haver rompimentos possibilitando assim um rpm maior e consequentemente velocidade periférica dos rolos maio.

Embebição: 

Adiciona-se água numa proporção de 30%. A isto se chama embebição, cuja função é embeber o interior das células da cana diluindo o açúcar ali existente e com isso aumentando a eficiência da extração, conseguindo-se assim extrair cerca de 96% do açúcar contido na cana. Existem dois tipos de embebição, simples e composta dependendo da quantidade dos ternos interligados.